DestaquePolícia

Irmã adolescente e mais três são detidos suspeitos de matar jovem

Dois homens foram presos e dois adolescentes apreendidos pelo assassinato de Luciana Avancini, de 19 anos, encontrada morta com o rosto desfigurado em Gaspar (SC), no Vale do Itajaí, em 22 de setembro. Os menores são a irmã mais nova da vítima e o namorado dessa irmã. Ambos têm 17 anos. Os presos são o cunhado da vítima e um motorista de aplicativo. Eles têm 19 e 23 anos, respectivamente.

As prisões e apreensões ocorreram nesta sexta (4). De acordo com o delegado Bruno Effori, a motivação do crime é a disputa entre duas facções criminosas rivais, uma catarinense e outra paulista. Os suspeitos mais jovens levaram a vítima até o local de execução com a ajuda do motorista de aplicativo.

A vítima foi encontrada por pessoas que faziam uma trilha na localidade de Gaspar Alto em meados do mês passado. O rosto da vítima estava achatado e desfigurado. O Instituto Geral de Perícias (IGP) informou que ela era natural de Curitiba.

Vídeo e facas

O homicídio teria sido filmado pelos assassinos, segundo a polícia. Antes de matarem a vítima, o grupo teria obrigado a mulher a confessar ser integrante da facção rival. Conforme o delegado, Luciana levou sete facadas no tórax e golpes de pé-de-cabra no crânio.

As facas usadas no crime foram encontradas nas casas dos suspeitos, segundo o delegado. Um celular foi apreendido e enviado ao IGP para que se faça a extração do vídeo da execução. Conforme Effori, a irmã da vítima e o motorista do aplicativo confessaram o crime.

Os adolescentes serão encaminhados ao Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep) e os adultos, ao Presídio Regional de Blumenau, cidade vizinha a Gaspar, também no Vale. (Fonte G1 SC).

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios