Polícia

Homem é espancado após marcar encontro com menino de 12 anos

Um homem de 38 anos que foi espancado por populares após ter marcado um encontro com um menino de 12 anos, na tarde de quarta-feira (10), em Caxias do Sul, já havia sido indiciado anteriormente por um crime de pedofilia na internet em 2018. A informação é da Brigada Militar (BM), que registrou a tentativa de linchamento no bairro Reolon.

O espancamento aconteceu na Rua Adiles dos Santos, por volta das 13h. A BM foi acionada via 190 e despachou uma equipe até a comunidade. No endereço, os policiais militares encontraram o homem ensanguentado ao lado de um carro danificado. Pouco antes, segundo a ocorrência, um grupo de pessoas agrediu o suspeito porque ele teria aliciado o menino pela internet e marcado um encontro. No entanto, o pai do guri descobriu o aliciamento e foi ao encontro do suspeito no Reolon.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Não está claro como aconteceram as agressões e quantas pessoas participaram, fatos que só serão esclarecidos pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), responsável pela investigação.

Com a chegada da BM pouco depois, o homem foi encaminhado para atendimento médico e, após, seguiu para o plantão da Polícia Civil, onde o pai do menino também esteve presente. Consta na ocorrência que o homem já teria enviado vídeos pornográficos ao garoto. Foram apreendidos um notebook e um celular e anexadas, ao registro policial, cópias de mensagens trocadas num aplicativo entre o suspeito e o menino.

Horas depois do registro da ocorrência, o homem foi liberado porque não houve configuração de flagrante e se envolveu em outra confusão.

De acordo com a BM, ele comunicou à polícia, ainda na noite de quarta-feira, que havia sido sequestrado em Bento Gonçalves e que havia sido abandonado sem carro. No entanto, o veículo tinha sido apreendido na ocorrência no bairro Reolon. Ele foi novamente conduzido à delegacia para registro de falsa comunicação de crime. A DPCA não divulga informações oficiais sobre o caso. A identidade do investigado também é mantida em sigilo. Da Gaúcha ZH

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios