DestaqueSaúde

Governadores dizem estar prontos para iniciar vacinação na quarta

Com o aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uso emergencial de duas vacinas contra a covid-19, neste domingo (17), governadores afirmam que seus Estados estão preparados para começar a imunização na quarta- (20), como pretende o Ministério da Saúde.

Os governadores evitaram alimentar o confronto entre o chefe do Executivo de São Paulo, João Doria (PSDB), e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Eles se manifestaram nas redes sociais logo após a aprovação da Anvisa, por unanimidade, do uso emergencial da Coronavac e da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

Alguns governadores, como o do Pará, Helder Barbalho (MDB), e do Ceará, Camilo Santana (PT), viajam ainda neste domingo, 17, a São Paulo para acompanhar a distribuição dos primeiros lotes aos Estados do País, a partir das 7 horas desta segunda-feira (18).

“As vacinas representam a renovação da esperança de podermos imunizar nossa população e virar a página do sofrimento que essa pandemia trouxe. Não mediremos esforços para garantir que toda a nossa população tenha acesso o mais rápido possível à vacina”, disse Barbalho.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSB), afirmou que as coordenadorias regionais, seringas e refrigeradores já estão aptos a receber os imunizantes. Nas redes sociais, ele acenou a Doria e Pazuello, que trocaram ataques ao longo do dia.

Cumprimentos ao governador João Doria, que viabilizou parceria internacional do Instituto Butantan. Agradecimento ao Ministério da Saúde, que fez a parceria da Fiocruz com Oxford/AstraZeneca e que alcançará as duas vacinas aos Estados”, frisou.

Alguns governadores, como o do Pará, Helder Barbalho (MDB), e do Ceará, Camilo Santana (PT), viajam ainda neste domingo (17), a São Paulo para acompanhar a distribuição dos primeiros lotes aos Estados do País, a partir das 7 horas desta segunda (18). Do R7 

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios