Blogs e ColunasEconomia

FINANÇAS PESSOAIS: Karini Reckziegel Paranhos

Filosofando!

Hoje convido vocês a filosofarem comigo sobre um assunto bastante relevante na atualidade.

Na coluna de hoje trago questionamentos sobre os reais valores da atual sociedade Brasileira.

A vida é curta demais para viver de uma forma que contraria os nossos princípios, somente para agradar terceiros. O “normal” é viver dentro de nossas possibilidades financeiras, priorizando sempre a família. É preciso ter inteligência financeira para saber onde e com quem gastar nosso precioso dinheiro.

 

Nos dias atuais a inversão de valores é grande. Pessoas vivendo de aparência e esquecendo a  essência da vida. Enquanto o encanto está em saber dar valor para o simples.

Muitas vezes nos pegamos pensando como gostaria de ter ”isso ou aquilo”. Ao conquistar o bem tão desejado e após curtir o mesmo, percebemos que esse já perde o grau de valor que tinha antes da conquista.

Devemos ter sonhos e lutar por eles sim, se esses forem de ordem material, com um bom
planejamento mais cedo ou mais tarde o conquistamos, porém é importante ter clareza seesse sonho ou desejo é nosso ou estamos lutando para conquistar o que a sociedade
consumista nos impõe como essencial para sermos “aceitos” por ela.

Os valores estão invertidos, muitas vezes as pessoas julgam pela aparência e não pela essência, amizades por “interesses”, pessoas vivendo endividadas para mostrar algo que não são. Para que tudo isso? Quando é tão fácil ser feliz. Ter amigos pelo que realmente somos, que nos respeitam, aceitem nossos valores e que estejam ao nosso lado simplesmente pela nossa companhia e não pelas vantagens que podemos proporcionar.

O que mais importa quando pensa em futuro? Se endividar para ter acesso à vida que a
sociedade consumista impõe ou ter inteligência financeira para viver bem e construir um futuro tranqüilo e sólido?

A partir do momento que ficar perceptível que o importante é viver bem dentro das suas
possibilidades, fazendo escolhas e investimentos certos para ter um futuro tranqüilo e equilibrado, certamente terá um presente mais ponderado e feliz.

Podemos verificar atualmente o crescente número de pessoas endividadas com o cartão de crédito e o pior de tudo é que na maioria dos casos pelo simples fato de estarem gastando em coisas que muitas vezes não necessitam. Se parassem por alguns minutos e refletissem o que é preciso realmente para ser feliz, veriam que em primeiro lugar é ter o que hoje é raro, o tempo para cuidar mais de si e dos seus, dando e recebendo amor, carinho, gratidão. Precisa se na verdade de coisas simples para sermos felizes.

No entanto para a maioria dos pais hoje, a preocupação é “dar tudo“ que o dinheiro pode
comprar para seus filhos e na verdade o que mais importa para as crianças é a companhia, o amor, a brincadeira, afinal o tempo passado junto. O brinquedo caro no futuro não terá, importância já as brincadeiras e o tempo disponibilizado estará sempre em suas memórias.

Peço que reflitam sobre o assunto, achando relevante procurem mudar o foco de suas vidas.

“O plantio é livre, mas a colheita é obrigatória.”

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios