DestaqueInternacional

Fechamento de consulados fragiliza ainda mais relação de EUA e China

A escalada da tensão entre China e Estados Unidos ganhou um novo capítulo nesta semana, quando o país americano ordenou o fechamento de um consulado chinês em Houston, capital do Texas, alegando que chineses estavam tentando roubar propriedade intelectual americana.

Entre as acusações americanas estão possíveis casos de espionagem, já que autoridades descobriram que dois hackers chineses estavam tentando acessar dados de empresas americanas ligadas à produção de vacinas contra a covid-19.

Os ataques dos EUA a China não são recentes, mas se intensificaram em 2020. Desde que Donald Trump assumiu a presidência, em 2017, o presidente indiretamente declarou a China como o maior inimigo do país, travando guerras comerciais e tecnológicas com o gigante asiático desde então.

Neste ano, Trump e o secretário de Estado, Mike Pompeo, não seguraram as críticas, ameaças e comentários negativos contra a China, que responsabilizam pela pandemia do coronavírus. A tensão neste ano aumentou a ponto de especialistas temerem uma possível guerra na região do Mar do Sul da China, onde os EUA mantêm exércitos.

Agora, a relação entre os dois países fica ainda mais fragilizada.

Resposta chinesa

Durante todos os desentendimentos entre as nações, a China focou em responder aos comentários americanos e não provocar o governo Trump. Com o fechamento de um consulado, a China negou as acusações e anunciou nesta sexta (24) que também iria fechar o consulado dos EUA em Chengdu.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região pelo WhatsApp!

A decisão já era antecipada por especialistas, segundo Marcelo Zorovich, coordenador de Relações Internacionais da ESPM. “Os chineses sempre procuram uma via diplomática nas suas respostas”, explica.

Além do consulado em Chengdu, os EUA também têm consulados em Hong Kong, Wuhan, Cantão e Xangai, além da embaixada em Pequim.

Só em julho, a China e a Rússia foram acusadas de tentarem roubar dados e informações de empresas ocidentais que estão atrás de uma vacina contra a covid-19. A Rússia foi acusada pelos EUA, Canadá e Inglaterra, mas negou as acusações.

Além da acusação de espionagem e roubo de informações, o FBI também divulgou que o consulado chinês em São Francisco, na Califórnia, estaria escondendo uma cientista chinesa que tem ligação ao Exército chinês e mentiu para conseguir um visto de trabalho no país. Além dela, o governo americano está investigando outros cientistas chineses. (Fonte R7).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios