DestaquePolítica

Emenda modificativa ao PL das micro cervejarias é aprovada na CCJ

O deputado estadual Altair Silva apresentou uma emenda modificativa ao projeto de lei 458/2019 que tramita na Assembleia Legislativa e trata sobre os benefícios fiscais do setor cervejeiro. A proposta foi aprovada nesta terça (3) na Comissão de Constituição e Justiça da casa e, garante a continuidade do benefício fiscal ao setor de micro cervejarias, que teve um crédito presumido equivalente a até 13% do ICMS sobre a saída de cervejas e chopes artesanais produzidos em Santa Catarina.

“Esse foi um pedido que recebi do setor que emprega milhares de pessoas no Estado. A melhor forma de manter a competitividade das boas cervejas catarinenses e garantir a expansão do mercado, é evitar o aumento da carga tributária, por isso apresentamos essa emenda”, comentou Altair.

O benefício instituído em 2009, seria modificado por meio desse projeto, adequando ao benefício do Rio Grande do Sul. Através da emenda, Altair mantém os benefícios para os produtores de cerveja e chope artesanal, especialmente na parcela relativa ao imposto retido por substituição tributária. “No Estado temos um setor consolidado e que é referência no cenário da cerveja artesanal do país. Dessa forma, iria se inviabilizar toda a produção”, frisou Altair.

O setor gera emprego, renda e incremento na arrecadação de tributos e também ao turismo catarinense. Segundo dados apresentados pelos representantes do setor, 82% das cervejarias adotam o regime fiscal do Simples Nacional e, se mantivesse a proposta do Governo do Estado ao projeto 458, o aumento na carga tributária poderia chegar a 40%.

A proposta agora vai para a Comissão de Finanças e depois segue para plenário.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios