ÉDER BOARO: 100 DIAS DE UMA GRANDE ESPERANÇA

ederboaro@yahoo.com.br

O governo Bolsonaro completou essa semana cem dias de gestão. Muitas expectativas se criaram em torno da “nova política” propagada pelo presidente e, apesar de todas as dificuldades que se apresentaram, podemos dizer que o Brasil está sim, no rumo certo. Foram dezenas de ações nos mais diversos ministérios que vieram ao encontro do desejo da população, porém, algumas merecem destaque pela coragem e sensibilidade do capitão.

As ações sociais, especialmente de combate a seca no Nordeste, demonstram que estamos próximos do fim de uma prática de exploração que durante anos elegeu homens públicos que se beneficiavam da falta de água daqueles territórios. Hoje, apenas três meses após a posse, já está em funcionamento uma central de testes para a dessalinização da água do mar, com o apoio de Israel, fruto da aproximação com esse que é um dos países mais desenvolvidos do mundo no campo tecnológico. Além disso, o governo anunciou o 13º salário para o Programa Bolsa Família, oportunizando aos mais necessitados o mesmo benefício dos trabalhadores formais.

Bolsonaro ainda promoveu um corte de gastos com a reforma administrativa através da diminuição de ministérios e a redução drástica de cargos em comissão, podendo aumentar ainda esse ano, após a estruturação definitiva das pastas, além das privatizações e concessões previstas. O novo governo ainda se destaca pela iniciativa de oferecer mais liberdade a população com a ampliação da vigilância, como no decreto que reformula as regras da carteira de habilitação, mas tona mais célere a aplicação de sansões aos infratores, assim como o decreto de posse de armas de fogo.

Porém o que mais chama a atenção positivamente no presidente e sua equipe é a luta anticorrupção. Bolsonaro ao saber das “candidaturas laranjas” do PSL demitiu o Ministro Bebiano e solicitou a Polícia Federal que investigue o caso. Além disso, anunciou medidas de combate às fraudes nos benefícios do INSS e Bolsa Família, definiu regras e critérios (como a ficha limpa) para a ocupação de cargos de confiança no governo federal e dirigentes de bancos da União, criou um comitê anticorrupção no Poder Executivo Federal, além do grande projeto que foi encabeçado por Sérgio Moro, a Lei Anticrime, que pune com mais severidade os crimes de colarinho branco diminuindo a impunidade do país.

O governo ainda tem muito que fazer para organizar o país após o desastre gerado pelas administrações anteriores recentes, porém, percebemos que o caminho está sendo trilhado e, em breve, teremos novamente uma Pátria que brade com orgulho, haver ordem e consequentemente, o progresso…