Geral

Drive Thru do Bem arrecada brinquedos para projeto social

Com o objetivo de arrecadar brinquedos em bom estado de conservação foi realizado no último sábado (10), o Drive Thru do Bem, na Praça Coronel Bertaso, em Chapecó. A iniciativa foi do aplicativo Moeda Verde, com patrocínio da Unimed Chapecó, Grupo Cetric, Renovigi e NSCTV.

As doações foram destinadas às crianças atendidas pelo Projeto Maria Leite, que atende aproximadamente 120 crianças e adolescentes no Distrito de Marechal Bormann. A escolinha de futebol incentiva a prática esportiva no contraturno escolar. Segundo o fundador e diretor do App Moeda Verde, Eduardo Nicoleti, a ação social foi escolhida por atender famílias em vulnerabilidade social, por ter realizado uma campanha solicitando doações e por estar cadastrada no aplicativo.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Todos os itens doados foram higienizados antes da entrega. O Dia da Criança, celebrado na última segunda-feira (12), foi marcado por um campeonato entre os participantes do projeto, com a distribuição de cachorro-quente, pipoca e os brinquedos arrecadados. Os itens foram expostos em uma mesa e cada beneficiário pode escolher o que mais desejava.

Para a assistente social do setor de sustentabilidade da Unimed Chapecó, Danielle Miguelis, contribuir com iniciativas como essa reforçam o papel social da cooperativa médica, além de colaborar com a melhoria da qualidade de vida das famílias. “Pequenas atitudes enriquecem a todos que colaboram e também disseminam os princípios cooperativistas”, explicou.

Alegria de quem doa 

A profissional de educação física, Terezinha Ferrari Basso, participa ativamente das tarefas propostas pelo aplicativo e nos últimos três meses figurou na primeira posição de moedas conquistadas. “Tinha vários brinquedos guardados, que eram recordações das minhas filhas. Pedi autorização para elas e fiz a doação, pois outras crianças podem usufruir e brincar”, comentou.

A mãe Aline Siqueira e seu filho João Gabriel, de sete anos, também trouxeram suas doações. “Isso estimula o bem, principalmente porque outra criança pode se divertir com os brinquedos”, explicou Aline. João separou os itens que não utilizava mais como dinossauros, carrinhos, ursos e DVD`s, além de aproveitar para recordar e brincar. “Alguns tenho apego ainda, mas agora vejo que poderia ter doado mais”, analisou o menino. (MB Comunicação).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios