Polícia

Dois suspeitos pela morte de radialista em Canoinhas são presos

Duas pessoas suspeitas pela morte do jornalista e radialista Paulo Ricardo Ferreira, de 34 anos, encontrado em uma vala no dia 24 de julho, em Canoinhas, no Norte de Santa Catarina, foram presas Polícia Civil nesta quarta (3). Outra pessoa foi presa pelo crime de receptação. A ação foi realizada em conjunto com a Agência de Inteligência do 3º BPM.

Clique aqui e RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS  EM SEU WHATSAPP

As investigações conseguiram determinar os locais que a vítima frequentou e os trajetos utilizados no deslocamento pela área urbana de Canoinhas na madrugada do crime. Com as informações, a polícia identificou o momento exato em que a vítima, na região central da cidade, encontrou os dois suspeitos do crime.

Os dois suspeitos embarcaram no veículo da vítima veículo sentido Centro De Exposições, onde foi encontrado o corpo do jornalista. Com as imagens de câmeras de videomonitoramento e outras técnicas, os suspeitos foram identificados e pedido a expedição de mandados de busca e apreensão ao Poder Judiciário.

Conforme a investigação, a motivação do crime é “eminentemente patrimonial”. As informações da polícia indicam que “não há duvidas de que a dupla suspeita estava perambulando pelas ruas da região central de Canoinhas com a finalidade de encontrar uma vítima para o cometimento de crimes patrimoniais”.

Os policiais encontraram o celular de Paulo na casa de um terceiro envolvido, preso por receptação. As roupas que teriam sido utilizadas pelos dois suspeitos durante crime também foram encontradas.

Na segunda (1º), a polícia representou pela decretação da prisão temporária dos três envolvidos.

Durante a investigação foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária. Assim que a investigação for finalizada, o inquérito policial será encaminhado ao Poder Judiciário. Do SCC10

RELEMBRE O CASO

 

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios