Disparo de arma de fogo contra policial Militar

FOTO: Arquivo/Portal NP1/Imagem ilustrativa

Ocorrência de disparo de arma de fogo e tentativa de homicídio contra integrante da Polícia Militar, sendo o autor adolescente de 15 anos, foi alvejado por disparo de agente da lei, policial militar de 33 anos.

A Guarnição em rondas pela Rua Castro Alves, observou dois homens, parados próximo a uma garagem, sendo que um deles, estava com um objeto na mão. Os homens ao visualizarem a presença da guarnição saíram correndo, sendo que um dos homens estava com uma arma de fogo na mão. Os policiais militares em buscas, abordaram um dos homens, homem de 28 anos, o outro homem, adolescente de 15 anos, se evadiu do local.
Os policiais militares continuaram as buscas, sendo que, em um dos becos o adolescente de 15 anos efetuou um disparo contra o policial militar que revidou a injusta agressão, disparando contra o adolescente, que foi alvejado. Após ser atingido o adolescente se evadiu por entre as casas e matagal, sendo o local de terreno acidentado. Os policiais militares seguiram as marcas de sangue até uma residência no final da Rua Castro Alves, onde foram informado pela irmã do adolescente que o mesmo teria sido resgatado por um vizinho e encaminhado para o hospital. Durante o trajeto, vários transeuntes foram repassando a direção por onde o adolescente se evadiu e informavam aos policiais que o adolescente estava armado e ferido.

No Hospital Regional do Oeste (HRO) policiais militares realizaram a apreensão do adolescente e também realizaram a prisão de um homem de 27 anos, que estava acompanhando o adolescente de 15 anos, pois o mesmo estava com Mandado de Prisão ativo, por porte ilegal de arma de fogo.

Enquanto isso, a guarnição PM do canil esteva no local e realizou buscas com o cão Max, sendo que no porão de uma residência, um cachorro de raça de grande porte (PittBull), atacou e mordeu o Cão Max e tentou morder o Sd. Levy, sendo que foi necessário abater o Cão com dois disparos de arma de fogo para cessar a agressão por parte do cachorro de grande porte. Que segundo informações do policial militar do canil, será necessário o acompanhamento do cão Max com veterinário devido às mordidas.

Diante dos fatos, o adolescente foi apreendido, porém permanece no Hospital Regional do Oeste (HRO), o homem de 27 anos foi encaminhado ao Complexo Penitenciário e a ocorrência foi encaminhada Central de Plantão Policial (CPP), para os procedimentos cabíveis.

A Policia Civil esteve no local dos fatos para os procedimentos cabíveis por se tratar de tentativa de homicídio.