DestaquePolítica

Deputado apresenta emenda ao Orçamento do Estado para assegurar recursos para a Assistência Social

A Lei Orçamentaria Anual (LOA) de 2020 recebeu mais uma emenda do deputado estadual Altair Silva (Progressistas). A proposição quer garantir recursos específicos para o Fundo de Assistência Social do Estado. “Estamos realizando na ALESC um debate com relação ao orçamento estadual de 2020. Estou contribuindo nesse trabalho e por isso apresentei essa emenda que vai colocar mais R$ 12 milhões no ano que vem para a Assistência Social.”, destacou Altair.

Segundo a proposta, a intenção é que para 2020 sejam disponibilizados mais R$ 12 milhões, o que vai representar um montante de R$ 24 milhões, com o valor já garantido pelo Governo do Estado. Para os próximos quatro anos, o valor proposto é de R$ 51 milhões. Hoje, nas ações de proteção social básica, a falta de recursos impacta no atendimento as pessoas e famílias em situação de desemprego e fome. A principal incidência ainda é sobre idosos, pessoas com deficiência, crianças e mulheres. “Por isso apresentamos a emenda, para ter um aporte maior de recursos no orçamento do Fundo, e para fazer frente a todas as demandas. A nossa intenção é melhorar onde há os gargalos, mas dentro de um valor coerente com o orçamento do Estado”, frisou Altair.

A área de Assistência Social no Estado tem sua gestão feita por um sistema descentralizado e participativo, o Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O modo é similar ao realizado na área da saúde com o SUS, e os recursos são provenientes da União, Estado e municípios.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios