Geral

Delegado é condenado por importunação sexual no Oeste catarinense

A Vara Criminal de São Miguel do Oeste atendeu ao pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC – 4ª Promotoria de Justiça) e condenou um delegado a um ano, quatro meses e 25 dias de detenção por importunação sexual. O réu assediou uma estagiária da delegacia de polícia entre os meses de setembro e outubro de 2020.

⬇️Quer ficar BEM INFORMADO?⏬
👉 Clique abaixo e receba NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP

👉🏿Acesse nosso grupo de NEGÓCIOS/CLASSIFICADOS💰

A pena privativa de liberdade foi substituída por limitação de fim de semana, em que o réu deverá permanecer em casa – com exceção aos dias de plantão, e pagamento de cinco salários mínimos em favor da vítima. Ainda, o delegado foi condenado a pagar R$ 5 mil a título de indenização pelos danos morais sofridos pela vítima.

Conforme a denúncia, o réu constrangeu a vítima, com o objetivo de obter favorecimento sexual, e fez isso prevalecendo-se de sua condição de superior hierárquico.

Ainda, de acordo com a peça acusatória, o réu tinha condutas não profissionais, perturbadoras da tranquilidade da vítima e invasoras de sua intimidade.

Cabe recurso da sentença.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios