Destaque

Defensoria Pública de SC recomenda lockdown em Lages

A Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina (DPE-SC) recomendou a aplicação do lockdown em Lages, na Serra catarinense. A DPE recomenda que o município suspenda todas as atividades não essenciais, inclusive o transporte público, por pelo menos sete dias. O ofício foi encaminhado diante do preocupante cenário de quase 100% de ocupação de leitos de UTI na cidade.

Nesta quarta (29), os hospitais do município de Lages atingiram 94% de ocupação em todos os leitos de UTI exclusivos para Covid-19 e a cidade contabiliza 1.047 casos confirmados de infecção pelo coronavírus, além de 15 óbitos. Municípios vizinhos com situação semelhante já decretaram a suspensão das atividades não essenciais.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

No documento encaminhado ao município, a defensora argumenta que, com as atividades e serviços não essenciais em funcionamento, permanece intensa a circulação de pessoas, propiciando maior transmissibilidade do novo coronavírus.

“As medidas tomadas até agora, inclusive com fiscalização de bares e restaurantes, não estão surtindo efeito e a situação sanitária está no limite. Por isso a recomendação de lockdown”, explica a defensora pública Mariana Macêdo.

O prefeito, Antonio Ceron, e o secretário de Saúde, Claiton Camargo de Souza, têm quatro dais para responder à Defensoria, dizendo se acatam ou não a recomendação e por que. Caso contrário, a situação pode ser levada ao Poder Judiciário. (Pelo Estado).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios