DestaquePolítica

Crise na compra de respiradores fantasmas em SC tem primeira baixa

O governo de Carlos Moisés (PSL) corre para apagar incêndio com a crise causada pela divulgação das suspeitas de fraude na compra de 200 respiradores mecânicos de uma empresa carioca. Os equipamentos deveriam ter chegado ao estado no início de abril, mas até momento não há sinais de que serão entregues.

A superintendente de Gestão Administrativa do estado, Marcia Regina Geremias Pauli, que foi quem fez o pedido de compra, teve sua exoneração aprovada pelo governador Moisés.

O pedido foi feito na sexta (24), pelo secretário de Saúde Helton Zeferino, após o governo ser questionado sobre as suspeitas de fraude no processo de dispensa de licitação. No mesmo dia foi publicado ato assinado pelo governador.

A reportagem divulgada nesta terça (28), pelo site The Intercept Brasil, revelou que o governo aprovou a compra dos 200 respiradores com preços acima do mercado em processo de licitação realizado de forma relâmpago, pagando antecipado sem garantia de que receberia os produtos.

Marcia Pauli, além de realizar o pedido da compra ao secretário de Saúde, também emitiu pareceres com informações retiradas de notícias, e distorcidas para justificar os preços pagos pelo governo catarinense.

A dispensa de licitação ainda contou com orçamentos fraudados e com respostas evasivas da empresa responsável pela entrega, que comunicou a troca de produto durante o processo por modelos muito mais baixos que aqueles adquiridos pelo governo. A proposta vencedora também tem indícios de ter sido fraudada, segundo fontes ouvidas pelo Intercept.

A compra dos 200 respiradores foi assunto da coluna Pelo Estado no dia 13 de abril, já após o prazo para entrega do primeiro lote.

MPSC vai investigar contrato e deputados cobram informações

O Ministério Público de Santa Catarina também informou que irá investigar a aquisição desses respiradores. A Procuradoria-Geral de Justiça e a 26ª Promotoria de Justiça da Capital  estão analisando a instauração de procedimento cabível para apurar todas as circunstâncias da contratação.

Na Alesc, deputados cobram explicações do governo. Pelo menos dois pedidos de informação já foram formulados pelos deputados Luciane Carminatti (PT) e Marcos Vieira (PSDB).

Carminatti, que é vice-presidente da Comissão Especial de Acompanhamento dos Gastos do governo, levará os detalhes constantes da reportagem publicada no The Intercept Brasil para a próxima reunião da Comissão.

A parlamentar ressalta que os processos de compra durante a Covid-19 já foram alvo de pedido de informação de sua autoria.

O deputado  Marcos Vieira protocolou há poucos minutos na Assembleia Legislativa um requerimento que pede ao Governo do Estado explicações a respeito da “grave denúncia feita mais cedo pelo site The Intercept”.

O requerimento pede a apresentação de cópia de inteiro teor do processo de compra  e diz que se confirmadas as denúncias, “configuram ato sem precedentes por parte do governo estadual”, disse o deputado, que preside a Comissão Especial formada na Alesc para fiscalizar ações relacionadas à pandemia do coronavírus. (SCPortais).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/LghOsEwYAqyI6U64hKIOjs

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios