Polícia

Criminosos incendiaram Batalhão da PM em Criciúma

Os bandidos que assaltaram agência bancária, na madrugada desta terça (1), em Criciúma, Sul catarinense, e colocaram a cidade em pânico, também incendiaram um batalhão da Polícia Militar e o túnel que liga a cidade à vizinha Tubarão. Ao menos duas pessoas ficaram feridas na ação: um policial, que segundo a PM foi levado para um hospital e está em estado grave, e um vigilante, ferido sem maior gravidade.

Ulisses Gabriel, delegado da Civil responsável pelo caso, afirmou que o objetivo dos bandidos era chegar à tesouraria da agência bancária e que 30 kg de explosivos foram encontrados no local. Vídeos de moradores mostraram outros artefatos espalhados pela cidade. À GloboNews, ele afirmou que a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia do Rio Grande do Sul estão ajudando na busca pelos criminosos.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A polícia descarta, por ora, uma possível fuga dos bandidos por avião. Segundo o delegado Vitor Bianco Junior, as placas dos veículos usados pelos bandidos em Criciúma são de São Paulo, e os carros são de modelos caros ou luxuosos, como Audi, BMW e Mitsubishi.

“Acreditamos que tenham vindo para a região há algum tempo para planejar a ação”, disse ele. “Não dá para dizer qual facção estaria envolvida. É um tipo de ação a qual nossa região não está habituada”, disse o prefeito Clésio Salvaro (PSDB).

“Em Santa Catarina, em especial aqui em Criciúma, nunca vivemos algo parecido. É uma experiência que não sairá da cabeça dos moradores, infelizmente de uma forma muito negativa”, disse.

O prefeito informou ainda que todas as pessoas que haviam sido feitas reféns já foram liberadas, inclusive seis profissionais da prefeitura que pintavam sinalizações de trânsito na hora da ação e que tinham sido usados como escudo humano pelos bandidos.

Pela manhã, policiais do esquadrão antibombas investigavam um artefato que poderia ser um explosivo e que foi deixado próximo à agência do Banco do Brasil.

O local permanecia isolado e não há previsão de liberação.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios