Destaque

COVID-19: Restrições em SC serão definidas nesta terça

Restrições contra o coronavírus em Santa Catarina estarão em pauta nas duas reuniões confirmadas para está terça (23). A decisiva será a que ocorre às 14h, entre o governador Carlos Moisés da Silva, prefeitos das maiores cidades do Estado, Ministério Público (MP-SC) e Assembleia Legislativa. No encontro deve ser batido o martelo sobre as restrições que serão impostas diante do avanço da doença em solo catarinense aliadas a ações conjuntas. Medidas vão ocorrer, só ainda não se sabe o tamanho delas.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Mais cedo, às 10h30, com os governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), e Ratinho Jr. (PSD), Moisés já irá debater propostas alinhadas entre os três Estados do Sul do Brasil. No RS, nesta segunda (22), foi anunciada restrição de circulação a partir das 20h.

Santa Catarina, por enquanto, ainda não comunicou nenhuma medida estadual. Somente municípios agem, como é o caso de Chapecó, com fechamento do comércio e outros setores até o próximo domingo (28).

O secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, diz que o governo está elaborando e analisando o que mais gera impacto e o que mais faz sentido. A tendência é que após a reunião das 14h as medidas sejam anunciadas no Estado.

Leitos de UTI próximos do colapso

No começo da manhã desta terça-feira, os dados do governo do Estado apontam para uma proximidade do colapso nos leitos de UTI. Há somente 52 unidades disponíveis para adultos em tratamento da Covid-19. Mesmo assim, a coluna apurou que muitos pacientes já aguardam transferência dentro do sistema da central de regulação.

Desde domingo o processo de internação acelerou consideravelmente. Por conta disso a preocupação aumenta em Santa Catarina. Do NSC Total

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios