DestaqueSaúde

Covax enviará ao Brasil até 14 milhões de doses da vacina de Oxford

O Brasil terá entre 10 milhões e 14 milhões de doses da vacina contra covid-19 do laboratório AstraZeneca a partir de meados de fevereiro, informou neste sábado (30) o Ministério da Saúde.

A pasta foi informada hoje pelo consórcio internacional Covax Facility — no qual o Brasil tem cota para 42,5 milhões de doses.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

O Covax Facility tem um portfólio de dez vacinas, três delas já aprovadas por órgãos reguladores (AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Moderna).

A opção do Brasil pela AstraZeneca se deu, segundo declaração recente do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pelo fato de a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, já ter processo de registro em andamento deste imunizante e ter concedido autorização para uso emergencial.

A notícia vem justamente no momento em que o Brasil enfrenta um atraso para o fornecimento da matéria-prima necessária para que a Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz, possa produzir os 100,4 milhões de doses da vacina de Oxford previstos para este semestre.

Os insumos necessários serão enviados em data ainda não definida da fábrica da WuXi Biologics, na China, parceira da AstraZeneca.

O Instituto Butantan aguarda para semana que vem a chegada do IFA (ingrediente farmacêutico ativo) para retomar o envase de cerca de 8,6 milhões de doses da CoronaVac.

A vantagem da vacina da AstraZeneca é que a dose de reforço pode ser dada após três meses da primeira, o que permite usar todo o estoque, já que até a Fiocruz deve ter produção em andamento a partir de março. Do R7

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios