DestaqueEsportes

Confirmado suicídio do jogador uruguaio Morro García, ex-Athletico-PR

O suicídio foi a causa da morte do atacante uruguaio Santiago ‘Morro’ García, artilheiro e ídolo do Godoy Cruz, de Mendoza, conhecido como ‘El Tomba’, da primeira divisão do futebol argentino, confirmou a mãe do jogador e a procuradoria.

“Meu filho (que tinha 30 anos) perdeu a vida. Ele se suicidou porque sofria de depressão. Ele estava sendo tratado por psicólogos e por um psiquiatra e nos últimos tempos o haviam afastado da equipe. Estou sofrendo muito, disse a mãe, Claudia Correa em entrevista à televisão em Mendoza, que fica 1.000 quilômetros a oeste de Buenos Aires, onde chegou com parte de sua família para trasladar o corpo de seu filho ao Uruguai.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A procuradora do caso, Claudia Ríos, confirmou a hipótese de suicídio e esclareceu que “agora é uma questão de saber se houve algum incentivo ou ajuda para a pessoa determinar a sua auto-eliminação”.

Morro García, ex-Athletico Paranaense, foi encontrado morto no sábado “em sua cama, baleado no parietal direito com arma de fogo calibre 22”, sem que houvesse “qualquer intervenção de terceiros (outras pessoas) no local, segundo a procuradora. A morte ocorreu na madrugada de quinta (4).

“Além da pandemia que está acontecendo neste mundo, e eles não nos deixam atravessar (a fronteira do Rio de La Plata). Esse senhor Mansur (José, presidente do Godoy Cruz) sempre o menosprezava. Ele não me atendeu. Está em Cariló (um resort exclusivo no litoral argentino) em ‘merecidas férias’ mas mesmo assim deveria ter me enviado as condolências. Nem isso. No Uruguai damos condolências”.

Em outra crítica direcionada ao presidente do clube, Claudia Correa atribuiu a ele uma declaração segundo a qual Morro Garcia seria “um líder negativo para o clube”.

“Meu filho sempre foi um homem humilde, um menininho que ajudava a todos. Ele ficava ao lado dos colegas. Nunca desrespeitou ninguém”, disse a mãe do jogador.

Sobre Mansur, Claudia Correa acrescentou: “A única coisa que ele fez foi esperar pelo negócio e meu filho morreu pelo negócio. Há pessoas que vivem para ganhar dinheiro com as habilidades de outras pessoas”.

O Godoy Cruz o elogiou em um comunicado: “Você foi um herói, você foi um artilheiro, você foi um amigo e família, você era tudo que uma pessoa quer ser quando pega uma bola”.

Mas, ao mesmo tempo, a equipe ‘bodeguera’ garantiu que “a decisão drástica foi motivada por problemas fora desta instituição”.

Recentemente o clube anunciou que não contaria mais com o jogador para a Copa da Liga-2021. Da IstoÉ

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios