DestaqueEconomia

Confiança do consumidor cai em Chapecó

Após o registro de três altas, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) em Chapecó apresenta queda neste mês de setembro. É de 1,34% e indica a baixa de 72,74 pontos para 71,77. Em relação ao desempenho do índice no mesmo período do ano passado, há redução de 24,05%.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Dados coletados via online pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em conjunto com a área de pesquisa do Sindicato do Comércio (Pesquisas Sicom), envolveram a manifestação de 98 mulheres e 60 homens de diversas faixas etárias e classes de renda, entre os dias 17 e 27 de agosto. As maiores variações positivas foram na classe de renda inferior a R$ 2 mil (13,57%) e com mulheres (12,50%), enquanto as negativas estão representadas pelo grupo masculino (11,33%) e pelos consumidores com renda entre R$ 2 mil e R$ 4 mil (1,80%).

Para a responsável pelo levantamento do ICC, professora Cássia Heloisa Ternus, a queda na confiança dos consumidores reforça o cenário de incerteza e oscilação econômica. Cita fatores como a possibilidade de corte no auxílio emergencial, substituição do programa Bolsa Família pelo Renda Brasil e o teto dos gastos públicos. Explica, ainda, que a preocupação com o Covid-19 “parece ter influenciado menos as decisões dos consumidores do que no mês anterior”. A maior parte dos respondentes indicou menor preocupação com a pandemia neste mês: 34,2%.

Outros dados

Em setembro o Índice de Condições Econômicas (ICE) registra 68,89 pontos, com variação negativa de 3,83% em relação ao mês passado. Já o Índice de Expectativas de Consumo (IEC) chega a 73,53 pontos, com variação de 0,15% e é o único que apresenta elevação, mostrando que os consumidores estão mais confiantes em relação aos próximos meses e anos. Quanto ao Índice de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (IEIC), com 122,31 pontos, há variação negativa de 10,49%.

O gasto médio identificado foi de R$ 450,28. Já nas compras pela internet chegou a R$ 134,91. (Extra Comunica). 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios