Blogs e ColunasPolítica

COLUNA EDER BOARO: A raposa, as uvas e o Dia do Fico

A fábula da raposa e as uvas relata a história do animal que, ao tentar sem sucesso pegar a fruta, afasta-se delas desdenhando-as. Essa semana em Brasília teve um episódio que se assemelha ao conto de Esopo. Indicado pelo pai, Jair Bolsonaro, à Embaixada do Brasil nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro fez um discurso anunciando que não mais pretendia o cargo. O parlamentar dependia da aprovação do Senado ao seu nome para ocupar a vaga e, como não estava obtendo êxito nas articulações, mesmo com suspeitas fortes de favores concedidos pelo governo a Senadores em troca desse apoio, a estratégia da família Bolsonaro foi criar uma “saída honrosa” para a situação, algo que pode custar caro ao país.

Tudo começou quando o Presidente da República deu uma declaração denegrindo o presidente de seu partido, o Dep. Luciano Bivar. Estavam em jogo duas situações: criar a justificativa nobre para Eduardo Bolsonaro abrir mão da vaga de Embaixador, alegando a liderança do partido na Câmara, e os milhões de reais do fundo partidário. Após a declaração do Capitão, o racha no PSL ficou inevitável, confirmando que a agremiação, que deveria ser a principal base de apoio ao governo, era mesmo um “balaio de gatos”. Gravações escondidas em que o então líder do governo, Dep. Delegado Waldir, ofende Jair Bolsonaro, seguido da destituição de cargos em comissões e até a apresentação de duas listas diferentes indicando o líder do partido na Câmara, agitaram a semana. No meio desse alvoroço, Eduardo Bolsonaro subiu na tribuna da Câmara e, em uma mistura de raposa e as uvas com Dom Pedro I no Dia do Fico, anunciou que, pelo bem do Brasil, seria mais útil liderando o PSL e ajudando o governo a aprovar as pautas importantes.
Agora, nos resta observar os movimentos dos parlamentares contrários à liderança de Eduardo na Câmara, pois, pelo tom das manifestações, baixas consideráveis podem acontecer nas votações que o governo precisa. É lamentável perceber que pela vaidade de ver seu filho embaixador em Washington, Jair Messias tenha criado uma situação tão delicada para seu governo que vem avançando e trazendo novamente a esperança aos brasileiros. Que o Congresso tenha maturidade para superar mais essa crise provocada pelo clã Bolsonaro…

Eder Boaro é instrutor Master Mind e colunista político

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios