Economia

China abandona meta de crescimento

Na última sexta (22),

o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, afirmou que, diante dos desafios durante o combate à pandemia do novo coronavírus, o governo não fixará uma meta para o PIB em 2020. Essa é a primeira vez que Pequim não divulga uma meta numérica desde 1994.

A China reportou sua primeira contração econômica em mais de quatro décadas, recuando em 6,8% ante um ano antes. O governo também indicou que a meta de inflação ao consumidor será de 3,5% em 2020, mais do que a meta do ano passado, de cerca de 3%. Li disse que o governo planeja criar 9 milhões de novos empregos em 2020, menos do que a meta do ano passado. Acredita-se que o desempenho seja mais fraco ainda no primeiro trimestre de 2020.

Ainda sobre o anúncio oficial, governo chinês aumentou de 2,8% para 3,6% a meta de déficit fiscal. Ainda, o governo subirá de 2,15 trilhões de yuans para 3,75 trilhões de yuans (US$527 bilhões) a permissão de endividamento especial de governos locais. A ideia é utilizar os novos recursos em projetos de infraestrutura, apoio a empresas e regiões afetadas mais severamente. 

As estimativas da Reuters apontam que o estímulo total será em torno de 4% do PIB. Por fim, foi divulgado que os estímulos monetários serão mais flexíveis em 2020. Pequenas e médias empresas podem postergar o pagamento de empréstimos e juros por 9 meses, até março de 2021, o que deve estimular o empréstimo pelos grandes bancos em 40% (pelas estimativas do governo).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link: https://chat.whatsapp.com/J4WlEehakUP9cOsnsHJ4Ng

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios