Chapecó: “Sábado D Museu” será com o Grupo Farofa Trio

O Museu de História e Arte de Chapecó é um espaço onde a história e a memória do município de Chapecó tem sido preservada através do seu acervo (Foto: SECOM/PMC)

Neste sábado (15) acontecerá a quarta edição do Projeto “Sábado D Museu”. A ação integra o programa educativo do Museu de História e Arte de Chapecó (MHAC), e tem como objetivo principal abrir as portas do Museu para atividades culturais. O “Sábado D Museu” é uma iniciativa do Setor de Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura e será desenvolvida no segundo sábado de cada mês, durante 2019, com o objetivo de fomentar o uso do espaço, gerar debates sobre diferentes temáticas relacionadas à arte e a cultura, estimular a comunidade a se apropriar do espaço público, atrair novos públicos e fidelizar uma programação gratuita aberta à comunidade.

Para este sábado, às 14 horas, o MHAC traz o Grupo Farofa Trio como parceiro musical buscando estabelecer um intercâmbio com esta linguagem, provocando e promovendo assim reflexões na dimensão educativa deste modo tão significativo de expressão. O principal objetivo da atividade é promover o intercambio com a linguagem musical provocando e promovendo reflexões na dimensão educativa deste modo de expressão.

O Farofa Trio nasceu em 2018, formado por Manolo Kottwitz (pandeiro e voz), Thiago Cinti (violão e voz) e Eliseu dos Santos (clarinete), ambos remanescentes do grupo chapecoense ZambaZem Brasilidades. Com um repertório rebuscado o trio procura resgatar composições de mestres e mestras da Música Popular Brasileira entre choros, sambas e gafieiras com muito axé. Agendamentos para este evento pode ser realizado pelo telefone (49) 3321 8509 ou no e-mail: museueducativo@chapeco.sc.gov.br. O Museu de História e Arte de Chapecó fica na Avenida Getúlio Vargas, 17N, Centro, Chapecó/SC.

Saiba Mais

O Museu de História e Arte de Chapecó é um espaço onde a história e a memória do município de Chapecó tem sido preservada através do seu acervo documental, coleção de imagens e objetos e outras particularidades que salvaguardam as lembranças da vida e cultura deste povo. No entanto, o MHAC – Museu de História e Arte de Chapecó quer ir além, quer ultrapassar a função de somente preservar e guardar os bens culturais e assumir para si a tarefa de instigar outros saberes, de promover outros debates, de fugir do censo comum e problematizar o que está estabelecido. Para o Secretário de Cultura, Nemésio Carlos da Silva, “muito mais do que visitar periodicamente o MHAC, queremos que a comunidade veja esse espaço como seu, conheça e se aproprie da sua história e utilize esse espaço como um espaço cultural, vivo, onde as pessoas se encontram, debatem, conversem, e vivenciam experiências artísticas e culturais”, acrescenta.