DestaqueEconomia

Chapecó está entre as melhores para se fazer negócios

Chapecó é a 65ª colocada no Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios produzido pela Urban Systems para a Revista Exame. A pesquisa, na sua 6ª edição, visa identificar o potencial de desenvolvimento econômico dos municípios, considerando as cidades com as melhores oportunidades para se investir. A pesquisa analisou os municípios com mais de 100 mil habitantes, e além de comparar o desempenho de Chapecó com outras cidades do País, mostra ainda outros dois comparativos. Em Santa Catarina, o nosso Município surge na 4ª colocação, atrás de cidades como Florianópolis e Itajaí. Já quando comparado no Sul do País (PR, SC e RS), Chapecó está no 16º lugar.

Mas o que fez Chapecó alcançar essas colocações? O estudo da Urban Systems analisa o potencial para negócios a partir de critérios como desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, infraestrutura e capital humano. Baseados nestes indicadores, a pesquisa aponta que o nosso Município cresceu e se desenvolveu na parte econômica e na infraestrutura de 2018 para 2019. Para o Prefeito Luciano Buligon, o detalhamento dos dados mostra que Chapecó segue sua vocação econômica e social como uma das principais cidades do País geradora de oportunidades. “Hoje o mundo nos reconhece e precisamos projetar um segundo Centenário ainda mais pujante e inovador, trazendo pra cá os melhores investimentos, conhecimentos, fortalecendo a agroindústria, o polo de turismo de eventos e negócios, investindo em infraestrutura e proporcionando um crescimento ainda mais sustentável e planejado”, concluiu Buligon.

Na prática, o que a pesquisa da Revista Exame apresenta pode ser observado pelos crescentes números tanto na criação de novos negócios como de empregos. Encerramos 2018 com mais de 26 mil empresas e superamos os 76 mil empregos formais. Somos a terceira cidade no Sul do País na geração de empregos e já alcançamos a marca de 9.500 microempreendedores individuais formalizados. Outras iniciativas desenvolvidas pela Administração também foram fundamentais para esse desempenho, como a elaboração de um Plano Diretor que impacta diretamente no desenvolvimento de novos empreendimentos e negócios. Além disso, a implementação da Lei da Liberdade Econômica Municipal que irá simplificar e agilizar a abertura de novos negócios é outra ferramenta importante que impulsiona o desenvolvimento em Chapecó. “Todas estas iniciativas do Poder Municipal visam desburocratizar a iniciativa privada com foco na criação de oportunidades, geração de emprego e desenvolvimento econômico e social de nossa cidade, gerando, de forma simplificada, meios rápidos e eficientes para o empreendedor investir em Chapecó”, explica o Prefeito.

Neste processo de fomento ao desenvolvimento econômico, a infraestrutura é um quesito fundamental. Item esse que foi apontado na pesquisa como um dos fatores para Chapecó ser uma boa cidade para se fazer negócios. Hoje o Município é referência por desenvolver o maior Programa de Recuperação Asfáltica de Santa Catarina, com mais de 30 quilômetros contemplados colocando em prática as propostas do Plano de Mobilidade Urbana, que está preparando a cidade para o futuro. Paralelo a isso, outras sete ruas estão sendo pavimentadas melhorando a fluidez no trânsito e a qualidade de vida dos moradores. Novos investimentos também começam a ser previstos com o Programa Mãos à Obra, com recursos no valor de R$ 100 milhões para executar obras de infraestrutura, inovação, lazer e meio ambiente. Analisando os últimos três anos, entre executadas e em andamento, foram 144 obras, com aplicação de R$ 110,3 milhões.

Bons resultados apontados pela Pesquisa, se tornam agora um novo desafio para os próximos 100 anos. Desenvolver e fortalecer de maneira continua a economia de Chapecó, sempre incentivando o espírito empreendedor e desbravador, que coloca o Município como referência no Estado e no País.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios