DestaquePolítica

Centro Empresarial de Chapecó dialoga com deputados sobre demandas da região

Três parlamentares do MDB participaram de reunião com integrantes do Centro Empresarial de Chapecó (CEC) para avaliar demandas da região Oeste de Santa Catarina. Estiveram presentes os deputados federais Carlos Chiodini e Valdir Cobalchini e o deputado estadual Antídio Lunelli, que preside a Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa, e que foram acompanhados pelo presidente do partido em Chapecó, Cleiton Fossá.

?Quer ficar BEM INFORMADO?⏬
Clique abaixo e receba NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP
??Acesse nosso grupo de NEGÓCIOS/CLASSIFICADOS?

Ao abrir o encontro, realizado no final da tarde da última sexta-feira, 24 de novembro, no auditório da Fetranslog, o presidente do Centro Empresarial, Marcos Antonio Barbieri, destacou a importância de apresentar as necessidades regionais aos parlamentares, bem como ouvir posicionamentos quanto a medidas adotadas pelos governos estadual e federal. No final da reunião, Barbieri entregou aos três parlamentares documento com demandas em áreas como infraestrutura, saúde, segurança pública, energia e gás natural. Além disso, solicitou apoio para que o Congresso Nacional derrube veto presidencial ao projeto de lei 1.949/21, que elimina adicional de periculosidade para motorista de caminhão com tanque extra para combustíveis e que é utilizado para aumentar a autonomia dos veículos.

O deputado federal Valdir Cobalchini falou sobre a renovação da desoneração da folha de pagamento em 17 segmentos, aprovada pelo Congresso e vetada pelo presidente da República, e disse que há boa perspectiva de ser derrubado o veto. Sobre a infraestrutura, afirmou que Santa Catarina é um dos Estados com a pior malha rodoviária e que uma solução pode ser o estabelecimento de parcerias público-privadas, as PPPs. Também informou que fará gestões para a vinda a Chapecó do ministro dos Transportes, Renan Filho, que é de seu partido, e do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Fabrício Galvão. Como no próximo ano estará na coordenação do Fórum Parlamentar Catarinense, indicou a intenção de descentralizar suas reuniões e realizar em fevereiro encontro em Chapecó. 

Concessões conjugadas

Carlos Chiodini lembrou que para minimizar os problemas nas rodovias federais, o Dnit investe neste ano no Estado R$ 1,3 bilhão, o que supera o total dos últimos quatro anos. Avaliou que na infraestrutura uma deficiência está na falta de programa de construção e manutenção de rodovias que tenha continuidade, independente da mudança de governos. Exemplificou com iniciativa do governo do Paraná, que definiu um programa de concessões conjugadas de estradas estaduais e federais.

O governo federal incluirá cerca de 1,1 mil quilômetros de trechos de rodovias estaduais em um pacote total de 3,3 mil quilômetros que ficarão sob a responsabilidade da iniciativa privada pelos próximos 30 anos, com estimativa de investimento de R$ 69 bilhões no projeto todo.

Hospital Regional

Ao falar às lideranças empresariais, o deputado estadual Antídio Lunelli lamentou o excesso de burocracia no setor público e a falta de foco nas necessidades da população. Questionado sobre a existência de recursos em caixa por parte do governo do Estado, na ordem de R$ 6 bilhões, avaliou que a partir do próximo ano “o volume de investimentos deverá ser maior, porque há recursos”.

Ao deputado estadual um dos problemas apresentados foi quanto à reduzida destinação de recursos pelo governo do Estado ao Hospital Regional do Oeste. Presente na reunião, o vice-presidente do Conselho de Administração da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, que administra o HRO, Gelson Dalla Costa, informou que para tratar do assunto haverá audiência pública, de forma que autoridades, lideranças e a população tenham maior conhecimento da crítica situação do estabelecimento hospitalar.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios