Destaque

Cardiologia do São Francisco terá habilitação do Estado e poderá prestar atendimento à população da AMAUC

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Edilson Massocco, disse que a habilitação do atendimento em cardiologia por parte do Governo do Estado depende apenas dos encaminhamentos do Hospital São Francisco de Concórdia SC.

A situação está praticamente alinhada e a secretária Estadual de Saúde, Carmem Zanotto, já oficializou que o Governo de Santa Catarina irá pagar pelos atendimentos realizados pelo setor de cardiologia do São Francisco.

⬇️Quer ficar BEM INFORMADO?

👉 Clique abaixo e receba NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP

👉🏿Acesse nosso grupo de NEGÓCIOS/CLASSIFICADOS💰

A habilitação é uma demanda antiga e que há anos vem sendo discuta entre lideranças políticas e do setor de saúde.

A habilitação por parte do Estado irá facilitar aos pacientes da região o atendimento, já que atualmente todos são levados para Xanxerê SC onde o hospital é referência nessa área.

Massoco reitera que para evitar o deslocamento é possível garantir que o atendimento seja feito em Concórdia no Hospital São Francisco que tem um espaço moderno e com condições de atender todas as cidades do Alto Uruguai Catarinense interessadas no serviço de Centro de Cardiologia.

Em entrevista nessa terça-feira, dia 18, Edilson Massocco reiterou que o Estado vai “bancar” os custos, porém tudo será através de uma parceria por “produtividade”.

Nesse caso, o hospital presta o serviço e o Estado faz o pagamento dos valores estabelecidos para a prestação do serviço.

Do total de seis itens levados em consideração para a habitação o Hospital São Francisco tem quatro aprovados.

Será um atendimento no mesmo nível daquele já realizado aos pacientes em Xanxerê, por exemplo.

Massocco alerta que essa poderá ser uma das últimas chances da região do Alto Uruguai Catarinense viabilizar o serviço de cardiologia no São Francisco.

O Ministério da Saúde leva em consideração o número de habitantes e, por isso, poderia ficar comprometido se passar desse prazo.

Da Atual FM 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios