DestaqueSaúde

Capinzal registra caso importado de malária

Um jovem de 19 anos, natural de Roraima, encontra-se hospitalizado no Hospital Nossa Senhora das Dores, na cidade de Capinzal (SC), após ter sido diagnosticado com malária. Este caso é considerado atípico na região, sendo classificado como importado da região Amazônica.

Quer ficar BEM INFORMADO?⏬
Clique AQUI e receba NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP
Acesse nosso grupo de NEGÓCIOS/CLASSIFICADOS

Segundo informações da Rádio Capinzal FM, o médico plantonista, Weslei Paes Silva, relatou que o paciente deu entrada no hospital em 9 de fevereiro com febre elevada (40.3°C), cefaleia frontal, fraqueza, tontura e sudorese. Inicialmente, foram obtidos dados sobre a residência do jovem, realizando também um exame físico. A primeira suspeita foi de o paciente tivesse contraído dengue, uma vez que o número de casos aumentou consideravelmente na região.

Durante os exames, foi avaliada a presença de sinais de hemorragia, incluindo a realização da prova do laço. Este teste consiste em desenhar um quadrado no antebraço do paciente, apertando o braço até verificar a presença de pontinhos vermelhos dentro do quadrado.

O médico destaca que o que chamou a atenção no caso foi a origem do paciente em Roraima, com histórico de malária há alguns meses. A doença, causada pelo parasita Plasmodium e geralmente transmitida por mosquitos Anopheles infectados e é altamente contagiosa.

O médico ressalta que 99% dos casos de malária são registrados na região da Amazônia, e a procedência do paciente levantou o alerta da equipe médica. Foram solicitados exames laboratoriais para descartar outras doenças, já que os resultados não apontavam para características de dengue, inicialmente suspeitada. O paciente apresentou exames anteriores indicando plaquetas baixas, persistindo em situação de alerta nos novos exames, levando à decisão de internação e confirmação do diagnóstico de malária, iniciando o tratamento.

Dr. Carlos Messias Silva, que também acompanha o caso, destaca que o diagnóstico precoce contribuiu para o tratamento bem-sucedido e o paciente reagiu bem ao tratamento.

“Se houver alguma piora nos níveis séricos, reavaliaremos a necessidade de uma permanência prolongada ou até mesmo transfusão de componentes com déficit mais acentuado”, destacou o médico. Da Rádio Capinzal FM

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios