Entretenimento

Atriz Mila Moreira morreu após mal súbito

A morte precoce da atriz e modelo Mila Moreira, 72, nesta segunda (6), pegou muita gente de surpresa. Mas, com os mais próximos, Mila sempre falou abertamente sobre uma doença silenciosa que enfrentava desde a infância: a síndrome do pânico.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp

A atriz e modelo convivia com a síndrome desde criança, quando foi diagnosticada com um problema no coração. Mila revelou que sempre teve medo de morrer jovem demais.

“Nasci com o pânico. Quando era estudante de um colégio interno, lembro das professoras chamando a minha mãe (Ilda, já falecida) achando que eu ia morrer”, contou. Um problema que tinha no coração desde seu nascimento seria um dos motivos de ter desencadeado a doença tão cedo, na opinião dela. “Tenho prolapso de válvula mitral (mau fechamento das válvulas do coração), que causa palpitação e me fazia ter a sensação de estar morrendo. Passei a vida com minha mãe chorando, achando que eu iria morrer do coração”, revelou ela em entrevistas.

O diagnóstico do pânico só aconteceu muitos anos depois, quando a situação ficou insustentável. Nos anos de 1990 e 1992 os ataques de pânico e ansiedade ficaram mais frequentes e Mila emagreceu muito. Entrou em depressão. Chegou a pesar 48 quilos e deixou de sair de casa, de falar com os amigos e quase tirou a própria vida.

Mila então intensificou os tratamentos e conscientizou-se de que não poderia mais deixar de cuidar desse problema. Não podia ficar sem medicamentos.

Mila Moreira não teve filhos e se casou sete vezes. A família não revelou a causa da morte da atriz . Do R7

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios