DestaquePolítica

Arquivado inquérito contra Carlos Moisés sobre fraude dos respiradores

O Ministério Público de Santa Catarina decidiu, por força tarefa presidida pelo Procurador Geral Fernando Comin, pelo arquivamento do inquérito civil sobre as investigações relativas a conduta do governador Carlos Moisés da Silva na fraude dos respiradores. A informação é do colunista Moacir Pereira, do ND+.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

O inquérito foi instaurado em 29 de abril de 2020 pela 26ª. Promotoria de Justiça da Capital, “para apurar atos de improbidade administrativa praticados na aquisição de 200 ventiladores pulmonares pelo Estado de Santa Catarina, da empresa Veigamed Material Médico e Hospitalar Eireli, ao custo de 33 milhões de reais, por meio de dispensa de licitação”.

Cópia do documento está sendo remetida a Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa e ao Superior Tribunal de Justiça, em Brasilia, onde tramita o inquérito da Policia Federal.
A decisão enfraquece o segundo julgamento do governador Carlos Moisés da Silva pelo Tribunal Especial de Julgamento, que suspendeu a sessão de dezembro, aguardando o resultado do inquérito instaurado pela Policia Federal, por determinação do ministro Benedito Gonçalves, do STJ. Da Coluna Moacir Pereira/ND+

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios