DestaqueInternacional

Após tomar vacina, presidente argentino anuncia que está com Covid

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou na madrugada deste sábado (3) que testou positivo para covid-19 em um teste de antígeno que fez após registrar sintomas compatíveis com a doença. A confirmação da infecção ocorre mais de um mês após receber a segunda dose da vacina.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

“No final de hoje [sexta-feira], depois de apresentar um recorde de febre de 37,3 e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno cujo resultado deu positivo”, relatou Fernández por meio de sua conta no Twitter. Em seguida, informou que aguarda o resultado de um exame PCR, que confirmará que a doença.

O presidente, que completou 62 anos nesta sexta (2), foi isolado de forma preventiva e esclareceu que está “bem fisicamente”.

O presidente argentino completou o ciclo de duas doses da vacina Sputnik V, do laboratório russo Gamaleya – a primeira recebida no dia 21 de janeiro e a segunda no dia 11 de fevereiro, disseram à AFP fontes presidenciais.

“Embora estejamos aguardando a confirmação pelo teste de PCR, já estou isolado, cumprindo o protocolo em vigor e seguindo as orientações do meu médico pessoal”, acrescentou o presidente.

Covid na Argentina

A Argentina enfrenta uma segunda onda de coronavírus com uma escalada contínua de infecções.

Segundo dados oficiais, o país sul-americano, de 44 milhões de habitantes, tem mais de 2,3 milhões de infecções e 56.023 mortes por covid-19.

O presidente pediu à população extrema cautela diante da doença. “Peço a todos que se preservem seguindo as recomendações atuais. É claro que a pandemia não passou e devemos continuar nos cuidando”, recomendou. Do R7

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios