DestaqueEconomia

Após contestação, 805 mil pedidos são liberados para receber auxílio

Após passar por nova análise, 805.318 pedidos foram liberados para receber o auxílio emergencial de R$ 600. A Dataprev, empresa responsável pelo cruzamento de dados, encaminhou à Caixa um novo lote para pagamento do benefício. São requerimentos analisados após contestação do resultado por parte dos solicitantes.

As contestações foram feitas entre 23 de abril e 19 de julho. Os beneficiados que solicitaram nova análise por meio do aplicativo e do site da Caixa já podem conferir os resultados dos seus requerimentos no portal de consultas.

Esses pedidos fazem parte de um conjunto de 1,84 milhão de solicitações homologadas pelo Ministério da Cidadania na sexta (24). Com isso, já são 66,9 milhões de pessoas beneficiadas pelo programa do governo federal até agora, incluindo os grupos de informais, Bolsa Família e Cadastro Único. O investimento chegou a R$ 134,8 bilhões.

Atualmente, outras 903.719 pessoas estão com os cadastros classificados como “inconclusivos” nos sistemas e ainda podem complementar as informações pessoais por meio do aplicativo e do portal da Caixa.

Outros 123.007 cadastros estão em processamento pela Dataprev, ou seja, 0,08% de todo o cruzamento de dados realizado. Desde o início do programa, 150.489.558 requerimentos foram processados pela empresa, 99,92% de todos os pedidos.

“A cada cruzamento de dados realizado, aperfeiçoamos o método de conferência dos sistemas com novas informações disponibilizadas, principalmente, pela Controladoria-Geral da União (CGU)”, destacou o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto. (Fonte R7).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios