Destaque

Após ajudar saúde, Justiça transfere verba para auxiliar vulneráveis sociais no Oeste

A comarca de Dionísio Cerqueira, que recentemente transferiu valores para instituições de saúde da região fazerem frente ao quadro de pandemia de coronavírus, mostrou-se solidária desta vez com as consequências econômicas que o isolamento social acarreta entre a população do Extremo Oeste.

Neste sentido, após reunião virtual realizada na última sexta-feira (27/3) entre a juíza titular Carolina Cantarutti Dernadin, o juiz substituto Rafael Rezende Brito, representante do Ministério Público e comissão especial de servidores, decidiu-se repassar valores para as Secretarias de Assistência Social dos municípios por ela atendidos – Dionísio Cerqueira e Palma Sola – utilizarem na aquisição de alimentos para distribuição entre famílias de trabalhadores informais em condição de vulnerabilidade social.

O município-sede recebeu R$ 8 mil, enquanto Palma Sola foi beneficiada com R$ 4 mil. Segundo entendimento dos envolvidos na ação, os pedidos de liberação de recursos para aquisição de cestas básicas se mostram de extrema relevância no momento. Em Dionísio Cerqueira, foram atendidas 120 famílias. Em Palma Sola, 70. As pessoas beneficiadas são trabalhadores informais – autônomos e diaristas – que não possuem outra fonte de renda e nesse momento precisam de auxílio em caráter emergencial para suprir a necessidade básica de alimentação.

Os valores repassados pelo Poder Judiciário são suficientes para atender metade da demanda dos municípios. Por isso, as Secretarias de Assistência Social de Dionísio Cerqueira e Palma Sola trabalham em regime de plantão para receber doações da comunidade. São aceitos alimentos não perecíveis e produtos de limpeza e de higiene pessoal em qualquer quantidade. (Fonte Assessoria de Imprensa/NCI).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/LghOsEwYAqyI6U64hKIOjs

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios