DestaqueEconomia

Ano inicia com pequena queda na confiança do consumidor chapecoense

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) chapecoense apresenta pequena queda neste primeiro mês do ano, depois de ter aumentado em dezembro. Levantamento  conjunto realizado pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó e pela Divisão de Pesquisa e Estatística do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom Pesquisas) registra queda de 0,15 pontos percentuais, com variação negativa de 0,14%. Isso significa 102,41 pontos, ante 102,56 do mês passado.

O levantamento de dados ocorreu entre os dias 13 a 23 de dezembro, com 154 mulheres e 119 homens de diversas faixas etárias e classes de renda, no centro da cidade de Chapecó. Também serviu para os dados de janeiro do Índice de Condições Econômicas (ICE), do Índice de Expectativas de Consumo (IEC) e do Índice de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (IEIC).

Conforme a coordenação da pesquisa, apesar da queda, a pontuação do índice acima dos 100 pontos revela cenário de confiança moderada, repetindo-se o mesmo resultado de janeiro de 2019, quando o índice também atingiu 102,41 pontos. “O que tem mantido o índice ligeiramente positivo é, principalmente, a condição econômica dos consumidores, que melhorou ao longo de 2019 e se encontra em patamar elevado historicamente”, especifica o boletim do ICC. Para esse patamar, argumenta a coordenação, contribuem fatores como a inflação relativamente controlada, o ciclo de redução da taxa de juros (Selic), a liberação do FGTS e o pagamento do 13° salário, inclusive no Programa Bolsa Família.

Os subíndices

O Índice de Condições Econômicas (ICE) em janeiro é de 101,35 pontos. Comparado a dezembro, quando foi de 104,45, apresenta redução de 2,97%. Isso, segundo a coordenação da pesquisa, indica que “os consumidores estão menos confiantes com relação às suas finanças e condições para aquisição de bens duráveis”. Já o Índice de Expectativas de Consumo (IEC), que mensura o sentimento dos consumidores com relação ao futuro, tanto da situação econômica pessoal quanto do país, tem movimento de alta neste primeiro mês do ano, de 1,65%. Foi de 101,39 pontos registrados em dezembro para 103,06 pontos, o maior resultado desde fevereiro do ano passado.

 Quanto ao Índice de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (IEIC), que permite sondar o nível de obrigações a pagar ou em atraso, registrou variação negativa de 5,91% e chega a 135,17 pontos, ante 143,66 em dezembro. O motivo está nas compras e viagens de fim de ano. (Fonte Extra Comunica). 

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/IqM6dk1CKP9BPRhRZlDv3E 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios