DestaquePolítica

Altair Silva quer prorrogação do pagamento do Programa Terra Boa e auxílio financeiro para pequenos municípios

Melhorias logísticas para quem não parou de rodar e trabalhar, prorrogação no pagamento do Programa Terra-Boa, além de recursos e insumos para os municípios catarinenses, estão entre as solicitações protocoladas pelo deputado Altair Silva e aprovadas nesta quarta-feira (8) em sessão virtual da Assembleia Legislativa.

O agronegócio, mola propulsora da economia catarinense, não estacionou e nem diminuiu o ritmo, seguiu trabalhando e produzindo alimentos para o Brasil e o mundo, principalmente na região do Grande Oeste. Para auxiliar esses agricultores, que sofrem com as incertezas geradas pela pandemia do coronavírus e, com o aumento dos insumos, como o milho e o farelo de soja, o deputado Altair apresentou um pedido ao Secretário da Agricultura, Ricardo de Gouvêa, e ao Governador do Estado, Carlos Moises, para que seja prorrogado o prazo de pagamento do Programa Terra-Boa. A medida visa ajudar principalmente os agricultores contemplados, na sua maioria familiares, que produzem com no máximo 5 sacas de sementes por DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf). “Existe uma grande preocupação destes pequenos produtores, em honrar os prazos de pagamento que atualmente está estipulado em dois anos, por isso o nosso pedido ao Governo do Estado para que prorrogue os prazos”, frisou Altair.

Ao lado dos produtores no campo, estão as agroindústrias e cooperativas na cidade, que seguem em ritmo acelerado na produção e escoamento dos produtos até a mesa da população, ainda resguardada em quarentena. Para a chegada de matéria prima e, até o envio dos produtos ao destino final, as rodovias são fundamentais. O problema, é que os motoristas encontram hoje, mato invadindo parte da pista, sinalização obstruída pela vegetação, e muitos buracos. O deputado Altair Silva, enviou um pedido ao Secretário de Infraestrutura, Thiago Vieira, para que pelo menos seja feito roçadas nesse período, para “trazer segurança, trafegabilidade e conforto aos motoristas, além de agilizar o escoamento da produção e salvaguardar vidas”, sugeriu.

Recursos e Equipamentos

Os insumos aos municípios, tanto financeiro quanto de material, é um grande problema para as pequenas comunidades. Prefeitos e vice-prefeitos tem relatado que ainda não receberam recursos para o combate ao Covid-19. Em novo documento, o deputado Altair solicitou ao Governo do Estado, urgência no auxílio financeiro e material, já que “a grande preocupação dos pequenos municípios, especialmente da região Oeste, é que como há uma menor arrecadação, a compra de insumos para o combate ao Covid-19 fica comprometida, tanto para prevenção, quanto para o tratamento dos pacientes acometidos pelo vírus”, comentou Altair.

A aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), ampliação de leitos, e equipes de saúde, também foi um pedido levado pelas lideranças locais ao deputado, já que até o momento, alguns municípios seguem enfrentando a pandemia com recursos provenientes de doações e próprios, que não serão suficientes para o efetivo controle. “Já protocolamos o pedido e ele foi aprovado, porque além do covid-19, a região está sofrendo com a seca, e as prefeituras precisam investir recursos nisso, bem como, sofrem com inúmeros casos de Dengue, que também requer atenção do poder público municipal”, destaca Altair.

Plano Estadual

O parlamentar apresentou como sugestão a criação de um plano de assistência para todo o Estado, com comprometimento igual para todos os municípios, que sofrem com a pandemia. Os documentos foram enviados ao Governador, Carlos Moises e ao secretário da saúde, Helton Zeferino.

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/LghOsEwYAqyI6U64hKIOjs

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios