GeralSaúde

5 dicas de alimentação saudável para prevenir câncer

As campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul foram criadas para alertar as pessoas sobre duas doenças que causam milhares de mortes todos os anos: os cânceres de mama e de próstata, respectivamente. Conforme estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA), ao longo de 2020 devem ser diagnosticados 66.280 novos casos de câncer de mama e outros 65.840 de câncer de próstata. Para não entrar nessas estatísticas, é importante fazer consultas médicas de rotina e mudar hábitos. Isso porque essas doenças são causadas pela interação de múltiplos fatores, incluindo genética, ambiente e estilo de vida. Dentro deste último, está a alimentação.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A nutricionista Mirela Christmann destaca que muitos alimentos contêm nutrientes com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, como fitoesteróis, vitaminas C e E e betacaroteno, que possuem funções protetoras das células. “Esses nutrientes não são consumidos isoladamente na alimentação. É a combinação deles que proporciona os benefícios que os alimentos podem oferecer”, completa a profissional, que integra o programa Sua Saúde, iniciativa da Fundação Celesc de Seguridade Social (CELOS) de incentivo à qualidade de vida e à promoção da medicina preventiva.

Segundo Mirela, nos últimos anos, vários estudos têm demonstrado que, mais importante do que o consumo de nutrientes isolados, a adoção de um padrão alimentar saudável pode contribuir para a diminuição do risco do desenvolvimento de câncer. “O padrão alimentar diz respeito a um conjunto de alimentos frequentemente consumidos por indivíduos ou populações. E esse padrão alimentar também se relaciona com a redução do peso corporal, que é outro importante aspecto da prevenção do câncer de mama, especialmente em mulheres no pós-menopausa”, alerta. Porém, homens também podem ter a doença, embora isso seja menos comum.

Mas qual é esse padrão alimentar que contribui para a redução do risco de câncer? A seguir, a nutricionista Mirela elenca cinco aspectos que precisam ser considerados:

1) Consumir diariamente frutas, vegetais (legumes e verduras), grãos e cereais integrais, carnes brancas (como peixes e aves com pouca gordura) e alimentos com reduzido teor de gordura (por exemplo: leite desnatado).

2) Preparar os alimentos de maneira cozida, assada ou refogada, utilizando pouco óleo vegetal (por exemplo, azeite de oliva ou canola).

3) Limitar o consumo de carnes vermelhas e grãos e cereais refinados (por exemplo: farinha de trigo branca, arroz branco, etc.).

4) Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, os quais são conhecidos por apresentarem alta quantidade de gorduras e açúcares. Por exemplo: embutidos (salsicha, presunto, mortadela), bebidas açucaradas (refrigerantes, sucos de caixinha ou em pó, achocolatados), margarinas, sorvetes, etc.

5) Evitar o consumo excessivo e frequente de bebidas alcoólicas. (Dina Cleise de Freitas/Estrutura de Comunicação).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios